segunda-feira, 1 de maio de 2017

O Expresso do Horror (1972)


HP Lovecraft é sem dúvida o criador do terror como o conhecemos hoje em dia, introduzindo elementos de fantasia e ficção científica ele revolucionou o gênero e seus contos como "Nas Montanhas da Loucura" influenciaram diversas outras histórias incluindo o filme tema desse post. Hoje iremos falar do clássico O Expresso do Horror

Produção anglo-hispânica de 1972 que conta com as estrelas Peter Cushing, que muitos devem conhecer por seu papel em Uma Nova Esperança e o eterno Drácula da Hammer, Christopher Lee. Alias os dois atores eram velhos conhecidos dos filmes de terror, trabalhando juntos em diversas produções do gênero durante as décadas de 50, 60 e 70.

A história do filme começa mostrando uma expedição organizada por uma sociedade geológica britânica na Manchúria, em 1906, liderada pelo Prof. Alexander Saxton (Christopher Lee), que descobre uma criatura congelada que pode ser o elo perdido entre o homem e o macaco. O antropólogo encaixota seu achado e embarca num trem trans-siberiano de volta à Europa. No trem ele encontra seu rival de pesquisas, o Dr Wells (Peter Cushing). Durante a viagem o monstro desperta e espalha o terror durante a viagem de trem, sugando o conhecimento de suas vítimas e deixando-as com os olhos brancos (principal característica de seus ataques), enquanto torna-se uma ameaça cada vez mais perigosa. 

Durante o longa somos apresentados a outros personagens bem interessantes, como o Padre Pujardov interpretado pelo ator argentino Alberto de Mendoza, e que aqui no Brasil foi dublado por Carlos Seidl, mais conhecido por dublar o icônico Seu Madruga do seriado Chaves. Esse personagem se destaca por além de ter um visual bem sinistro, lembrando o místico Rasputin, lá pelo meio do filme resolve virar a casaca, se tornando servo da criatura que ele acredita ser o próprio Satanás.


Outro personagem que ganha destaque é o Capitão Kazan, interpretado por Telly Savalas, mais conhecido pelo seriado Kojak. Acho engraçado como ele é introduzido na história, do nada ele resolve fazer uma revista no trem e já chega botando moral em todo mundo. Temos também a mocinha do filme (todo filme de terror que se preze tem que ter uma) Silvia Tortosa no papel da Condessa Irina Petrovska.

Lá pelo meio do filme descobrimos que o monstro na verdade é um ser alienígena que caiu aqui no planeta Terra a milhões de anos e que viveu todo esse tempo trocando de corpo. Opa, isso está me parecendo outro clássico do terror, O Enigma do Outro Mundo do diretor John Carpenter, sim isso não é coincidência. Os dois longas bebem da literatura lovecraftiana e usam elementos do já citado conto "Nas Montanhas da Loucura" que mostra uma expedição na Antártida encontrando resquícios de uma civilização perdida e que teria origem extraterrestre.

Pessoal que é mais velho deve conhecer O Expresso do Horror de suas diversas reprises durante as madrugadas do SBT nos anos 80 e 90. Recomendo esse filme para qualquer fã de ficção cientifica e apesar dos efeitos terem envelhecido mal, ainda diverte. Para quem se interessou ele está disponível completo no YouTube e com a dublagem clássica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário